1 em cada 5 crianças e adolescentes no mundo está fora da escola

Estudo aponta as disparidades regionais, econômicas e de gênero

Por: Isabela Alves

Cerca de 263 milhões de crianças e adolescentes no mundo estão fora da escola, ou seja, uma em cada cinco pessoas com até 17 anos não tem acesso à educação, segundo um relatório da UNESCO. O levantamento apontou também as disparidades entre os jovens de nações ricas e pobres. Em países de baixa renda, por exemplo, a taxa de evasão de estudantes entre 15 e 17 anos é de 59%, enquanto nos países ricos é de apenas 6%.

No nível primário, a taxa de evasão escolar quase não sofreu modificações durante toda a década passada, com 9%, ou 63 milhões de crianças de seis a 11 anos fora da escola.

O problema é especialmente grave entre pessoas com 12 anos ou mais. Segundo a pesquisa, 61 milhões de adolescentes de 12 a 14 anos e 139 milhões de jovens de 15 a 17 anos não estão matriculados em nenhum colégio, e os jovens de 15 a 17 anos têm probabilidade quatro vezes maior do que crianças do primário de estarem fora da escola.

Em toda a África subsaariana, uma em cada três crianças e adolescentes está fora da escola. E as meninas estão mais propensas a serem excluídas dos sistemas de ensino do que os meninos. Para cada cem meninos de seis a 11 anos fora da escola, há 123 garotas sem direito à educação.

Na América Latina e no Caribe, 9,9% das crianças e adolescentes não frequentam a escola. A taxa latino-americana e caribenha está bem mais alta do que o valor calculado na Europa (4,3%) e é maior que os índices na Ásia Central (7,6%) e no Leste e Sudeste Asiáticos (9%).

Fonte: Observatório do 3º Setor