Brasil: 85% dos municípios ainda sofrem com falta de saneamento

 

Por Caio Lencioni

O estudo ‘Ranking ABES da Universalização do Saneamento’, feito pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), avaliou o saneamento em 1.894 municípios das cinco regiões do Brasil e revelou que 1.613 (85% dos avaliados) sofrem com a falta de saneamento.

Duas categorias da pesquisa englobam estes municípios: “Primeiros passos para a universalização”, em que estão 271 municípios, e “Empenho para a universalização”, com 1.342 municípios.

Na categoria ‘Primeiros passos para a universalização’ estão os municípios que estão abaixo dos 200 pontos.

Já na ‘Empenho para a universalização’ estão os que ficaram entre 200 e 449,99. A categoria foi criada como um desdobramento da ‘Primeiros passos para a universalização’, a fim de reconhecer os municípios em diferentes estágios quanto ao acesso aos referidos serviços: abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto, coleta de resíduos sólidos e destinação adequada de resíduos sólidos.

A pesquisa também revela que apenas quatro cidades em todo o Brasil alcançaram a universalização do saneamento, ou seja, oferecem todos os serviços citados acima para 100% da população. As cidades são: São Caetano do Sul, Piracicaba, Santa Fé do Sul e Uchoa, todas no estado de São Paulo.

Clique aqui para acessar o estudo.

 

Fonte: Observatório do 3º Setor