Venezuelanos recebidos em Curitiba ficarão em abrigo administrado pela ASP

A Ação Social do Paraná (ASP) é a mantenedora da Casa de Acolhida Dom Oscar Romero, localizada na Vila Fanny, em Curitiba, que na última sexta-feira (15) recebeu 90 migrantes venezuelanos. Os migrantes vieram de Boa Vista (RR) transportados em um avião da Força Expedicionária Brasileira (FAB), e chegaram ao abrigo em três ônibus do exército.

Ainda no Paraná, outras 19 pessoas foram enviadas para Goioerê. Com a chegada destes, já são 406 o número de venezuelanos acolhidos no Paraná. A logística faz parte da Operação Acolhida, que integra o processo de interiorização iniciado pelo Governo Federal no final de 2018, coordenado em conjunto com a Organização das Nações Unidas (ONU). A Casa de Acolhida dos migrantes em Curitiba tem o apoio da Organização Internacional para Migração.

O Diretor Geral da ASP, Padre José Aparecido Pinto, deu as boas-vindas aos estrangeiros e apresentou a coordenadora da casa, Maria Tereza Rosa, ressaltando o papel que a equipe multidisciplinar da ASP terá para assegurar o bem-estar dos novos moradores.

O Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, Dom Francisco Cota, também esteve na Casa de Acolhida para recepcionar. “Para nós não estão chegando migrantes ou refugiados. Para nós estão chegando irmãos nossos”, enfatizou Dom Francisco.

Todos serão cadastrados pelo Centro de Informação para Migrantes, Refugiados e Apátridas (Ceim-PR), vinculado à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), encaminhados para vagas de trabalho nas Agências do Trabalhador e orientados sobre regularização de documentação. As crianças serão encaminhadas para as escolas da região.

Confira as fotos da acolhida: